Jorge Mikhailovich da Rússia

Fonte: Monarquia Wiki
Revisão em 04h55min de 15 de outubro de 2023 por Ikap (discussão | contribs)
(dif) ← Revisão anterior | Revisão atual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jorge
Grão-Duque da Rússia (mais)
Nascimento 13 de março de 1981 (43 anos)
  Madrid, Espanha
Nome completo George Mikhailovich Romanov
Cônjuge Rebecca Virginia Bettarini (c. 2021)
Descendência Alexander Georgievich Romanoff
Casa Hohenzollern-Romanov
Pai Francisco Guilherme da Prússia
Mãe Maria Vladimirovna da Rússia
Religião Igreja Ortodoxa Russa

Grão-Duque Jorge Mihailovic da Rússia (em russo: Георгий Михайлович Романов; Madrid, Espanha, 13 de março de 1981) é o herdeiro aparente de Maria Vladimirovna, uma pretendente à disputada chefia da família imperial russa, ele é o único filho de Maria e seu ex-marido, o príncipe Francisco Guilherme da Prússia. A mãe de Jorge atribui a ele o título de Czarevich e ele ostenta, como título de pretensão, o prefixo de "Grão-Duque" com o estilo de Alteza Imperial que ainda está sendo questionado. Como filho de um membro cadete do ramo da Casa de Hohenzollern que anteriormente governou o Império Alemão e o Reino da Prússia, ele também é às vezes intitulado "Príncipe da Prússia" com o estilo de Sua Alteza Real.

Nascimento[editar | editar código-fonte]

Jorge nasceu em Madrid em 1981, filho da Grã-Duquesa Maria Vladimirovna da Rússia (filha e herdeira de Vladimir Cyrillovich, Grão-Duque da Rússia) e do seu marido, o Príncipe Franz Wilhelm da Prússia (intitulado na altura Grande Duque Michael Pavlovich, filho do príncipe Karl Franz da Prússia e da princesa Henriette de Schönaich-Carolath).

Batizado[editar | editar código-fonte]

George foi batizado em 6 de maio de 1981, em Madri; seu padrinho é Constantino II da Grécia. Também estiveram presentes no batismo o Rei Juan Carlos e a Rainha Sofia da Espanha e Simeão II e a Rainha Margarita da Bulgária. O anúncio de que George Mikhailovich seria conhecido como grão-duque russo levou o príncipe Vasili Alexandrovich, então presidente da Associação da Família Romanov, para responder por escrito que "A Associação da Família Romanov declara que o alegre evento na Casa Real Prussiana não diz respeito à Associação da Família Romanov, uma vez que o príncipe recém-nascido não é membro da Casa Imperial Russa ou da família Romanov". Esta resposta foi ignorada pelo grão-duque Vladimir porque ele já havia escolhido sua filha para sucedê-lo de acordo com as leis paulinas e porque o casamento entre ela e o príncipe Francisco Guilherme da Prússia foi considerado dinástico. Antes do casamento, o grão-duque e seu primo, então chefe da casa de Hohenzollern, príncipe Louis Ferdinand da Prússia, havia feito um acordo dinástico de que qualquer criança nascida desse casamento deveria ser criada como um Romanov. Portanto, George é considerado uma dinastia de ambas as casas (Romanov e Hohenzollern), já que seu pai nunca renunciou ao título real prussiano.

Seu pai, que parou de usar o título russo após a separação, disse sobre o filho: "Tenho o passaporte alemão bem aqui; sempre o carrego comigo. Diz que ele é o príncipe George da Prússia". George passou os primeiros anos de sua vida na França antes de se mudar para a Espanha. Lá ele e sua mãe viveram, junto com sua avó materna, na casa de sua tia materna, Helen Kirby, que herdou uma fortuna significativa de seu pai, Sumner Moore Kirby.

Educação e carreira[editar | editar código-fonte]

George foi educado no Runnymede College em Madrid, D'Overbroeck's College, Oxford e no St Benet's Hall, Oxford.

Em Bruxelas, trabalhou no Parlamento Europeu onde foi assistente de Loyola de Palacio, ex-comissária europeia para Transportes e Energia. Mais tarde, mudou-se para o Luxemburgo, onde trabalhou na Direcção-Geral da Energia Atómica e Segurança da Comissão Europeia.

Em 12 de dezembro de 2008, ele foi nomeado assessor do Diretor Geral da MMC Norilsk Nickel, uma grande empresa russa de mineração de níquel. Em 2012, ele foi nomeado diretor executivo da Metal Trade Overseas, o principal centro de vendas da Norilsk Nickel na Suíça. Em 2014 ele abriu sua própria empresa, Romanoff & Partners, em Bruxelas.

Herdeiro de sua mãe[editar | editar código-fonte]

Em 21 de abril de 1992, após a morte de seu avô materno, o grão-duque Vladimir Cyrillovich, a mãe de Jorge afirmou ter sucedido como soberana e curadora do trono da Rússia, tornando-o, para os partidários de sua mãe, herdeiro aparente e tsesarevich. Ele visitou a Rússia pela primeira vez logo depois para assistir ao funeral de seu avô. Sua reivindicação ao trono é contestada.

Em 1996, quando ele, sua mãe e sua avó Leonida voltaram para a Rússia depois de morar em Madri, um dos ex-guarda-costas do presidente Boris Yeltsin foi designado como tutor do príncipe de 15 anos. Ele também deveria estudar em uma faculdade naval russa, mas esses planos foram abandonados.

Em 17 de julho de 2018, ele participou, junto com sua mãe, da comemoração litúrgica do centenário dos assassinatos dos santos Nicolau II, Imperatriz Alexandra Feodorovna e seus filhos, realizada em Yekaterinburg pelo Patriarca Kirill I de Moscou.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2021, a família anunciou que George estava noivo de Victoria Romanovna Bettarini (nascida Rebecca Virginia Bettarini em Roma em 18 de maio de 1982), tendo recebido a permissão da grã-duquesa Maria. Sua mãe decretou que Bettarini teria o título de princesa, com o predicado "Sua Alteza Sereníssima" e o direito de usar o sobrenome Romanova de seu casamento, o que, portanto, implica que a união deles é morganática. Victoria Bettarini é a Diretora da Fundação Imperial Russa. Ela é filha de Roberto Amedeo Simeone Bettarini (nascido em Taranto em 5 de maio de 1947), um diplomata italiano, embaixadorno Luxemburgo de 2006 a 2010 e em Bruxelas de 2010 a 2013, e a esposa Carla Virginia Cacciatore (nascida em Roma, Itália , a 30 de abril de 1945), com quem casou em Kinshasa, Zaire, a 13 de agosto de 1977.

Cerimônia civil[editar | editar código-fonte]

Eles se casaram em 24 de setembro de 2021 em uma cerimônia civil em Moscou. O casamento religioso aconteceu no dia 1º de outubro em São Petersburgo, na Catedral de Santo Isaac. Cerca de 1.500 convidados compareceram à cerimônia, incluindo o rei Simeão II da Bulgária e sua esposa, a rainha Margarita; Rei Fuad II do Egito; Sheikh Mohammed bin Hamad bin Khalifa do Catar; Duarte Pio, Duque de Bragança e sua esposa Isabel, Duquesa de Bragança; Príncipe Emanuele Filiberto, Príncipe do Piemonte; Príncipe Herdeiro Leka da Albâniae sua esposa, a princesa herdeira Elia; Xavier Bettel, primeiro-ministro do Luxemburgo e seu marido Gauthier Destenay; Príncipe Louis Alphonse de Bourbon e sua esposa, a princesa Marie Marguerite de Bourbon; Príncipe Aimone, 6º Duque de Aosta e sua esposa, nascida Princesa Olga da Grécia; O monarquista e bilionário russo Konstantin Malofeev; Sarah Fabergé; O historiador e socialite europeu Stéphane Bern, assim como muitos membros da nobreza russa, espanhola e europeia.

Jantar de gala[editar | editar código-fonte]

Após os eventos do casamento, um jantar de gala foi realizado no Museu Russo de Etnografia em São Petersburgo. Os 500 convidados incluíam membros das casas reais da Albânia, Afeganistão, Áustria, Bélgica, Bulgária, Egito, França, Grécia, Itália, Liechtenstein, Portugal, Prússia, Catar e Espanha. No dia seguinte, pequeno-almoço de casamento " à la Russe" foi recebido pela mãe de Jorge, a grã -duquesa Maria, realizado no Palácio de Constantino e contou com a presença de um número menor de 700 convidados antes de suas partidas.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Em 22 de maio de 2022, a Casa Imperial da Rússia anunciou que a princesa Vitória estava esperando seu primeiro filho no outono. Mais tarde, em 21 de julho, a Casa Imperial Russa anunciou que o casal estava esperando um menino.

O grão-duque e a princesa Vitória tiveram um filho, nascido em Moscou em 21 de outubro de 2022, que se chama Alexander Georgievich Romanov. A grã-duquesa Maria Vladimirovna, chefe da Casa Imperial da Rússia, anunciou que seu primeiro neto se chamará " Sua Alteza Sereníssima o Príncipe Alexander Georgievich Romanov".

O príncipe Alexander foi batizado em 6 de dezembro de 2022. As madrinhas do príncipe Alexander são a princesa Olga, duquesa de Savoy-Aosta; Helene Kirby y Bagration, Condessa Dvinskaya; Princesa Elizabeth Lopoukhina; Oxana Girko e Yulia Abrosina. Seus padrinhos são Michel Petrovich Orloff, Príncipe Joachim Murat, Príncipe de Pontecorvo; e o príncipe Stephane Belosselsky-Belozersky. Esta é a primeira vez que um membro da família Romanoff foi batizado na Rússia desde a Revolução Russa.

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 13 de março de 1981- presente: Sua Alteza Imperial Grão-Duque George Mikhailovich Romanov, Príncipe da Prússia.

Referências

Notas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]